Pela regulamentação do setor cultural

A regulamentação do setor da cultura é um assunto super importante e que está sendo amplamente discutido entre os movimentos sociais e culturais – vale dizer que o Rio tem sido protagonista nesta debate.

Principalmente com a CPI da Petrobrás e da matéria do Jornal O Globo de 2 de agosto sobre o esquema das “notas de favor”, se tornou evidente a situação de informalidade que o setor cultural vive hoje.
Ao invés de negar ou rebater as denúncias, o setor cultural tem que – e está – debater, formular e propor uma regulamentação para o setor.

Há algumas semanas atrás diversos agentes culturais estiveram reunidos com o Ministro Juca Ferreira em Brasília para entregar o Manifesto pela Regulamentação do Setor Cultural e foi criado um GT interministerial para este fim.

O 1º encontro acontece HOJE (28/08 – sexta-feira) às 18h, na sede da representação regional do Ministério da Cultura no Rio de Janeiro (Palácio Capanema – Rua da Imprensa, 16 – Centro) e é um exemplo de articulação dos movimentos sociais com a política pública.

Quem estiver na Conferência de Comunicação de Niterói dá pra pegar o 100 (no terminal rodoviário) e ir direto.

Se informe, divulgue e participe!

Sobre Aline Satyan

Aline Satyan é formada em Estudos de Mídia pela Universidade Federal Fluminense, mestre em Indústrias Criativas pela Universidade Paris 8 e autora do livro “Produção de Cultura no Brasil: Da Tropicália aos Pontos de Cultura”. Com experiência em políticas culturais e programas de formação para a cultura, trabalhou em diferentes projetos na esfera governamental e universitária. Há alguns anos tem se dedicado a estudar processos de colaboração e atuar como educadora, facilitadora de grupos e consultora de gestão em organizações culturais. Certificou-se em design para sustentabilidade no Programa Gaia Education na ecovila Terra Una (Liberdade, MG) em 2014, Aprofundamento em Dragon Dreaming na Pedra do Sabiá (Itacaré, BA) em 2015 e em Design Permacultural no Instituto Pindorama (Nova Friburgo, RJ) em 2016. É coordenadora do programa Gaia Jovem Serrano, co-fundadora da Cena Tropifágica e da Txai Design de Experiências, e sua principal busca atualmente é por uma vida de consciência, criatividade e em cooperação. Para saber mais: https://www.facebook.com/gaiajovemserrano/ https://www.facebook.com/txaidesigndeexperiencias/ http://www.cenatropifagica.com/

Publicado em 28/08/2009, em Uncategorized. Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. Parabéns pela sua luta, Aline!Cpm certeza somos cultura, e temos que resfirmar o caráter cultural da existência humana, que atinge todos os momentos de nossas vidas, em qualquer modo ou opção de vida.Porém, como qualquer campo da vida social, regulamentações deverão ser feitas para que se evitem distorções que afetem os menos poderosos.Provavelmente ñ estarei presente nestas conferências, por trabalhar nas horas delas, mas sei que vou ler vc sempre, e já tenho buscado acerca no google.Bjs, um fãdeclarado!Breno

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: