CulturaDigital.br ganha prêmio no Prix Ars Electronica

A comunidade CulturaDigital.BR foi premiada na edição 2010 do Prix Ars Electronica – que destaca iniciativas no ambiente digital de todo o mundo -, na categoria Digital Communities. O anúncio foi feito hoje, dia 17, em Linz, na Áustria, cidade sede do Festival Ars Electronica.

CulturaDigital.BR é a única ação em língua portuguesa dentre as escolhidas nas 11 categorias do prêmio este ano. O Ars Electronica leva em consideração a dimensão pública e social das ações em novas mídias e por meio da Internet. A entrega da premiação será em setembro, também na Áustria.
A rede brasileira foi criada pelo Ministério da Cultura, em parceria com a sociedade civil, em março de 2009 e aberta ao público em julho do mesmo ano. Atualmente conta com cinco mil integrantes, cerca de três mil blogs cadastrados e com 280 grupos de discussão sobre os mais diversos temas do universo da cultura digital. Nesse espaço virtual, atores governamentais, estatais, da sociedade civil e do mercado consolidam diretrizes para políticas públicas na área.

São cinco áreas prioritárias de debates: Memória Digital (acervo, história e futuro); Economia da Cultura Digital (compartilhamento, interesse público e mercado); Infraestrutura para a Cultura Digital (infovia, acesso e inclusão); Arte Digital (linguagem, democratização e remix); e Comunicação Digital (língua, mídia e convergência).
“A grande inovação do CulturaDigital.BR é a apropriação da rede em diálogo permanente no processo de construção de leis e políticas públicas”, afirma o coordenador de Cultura Digital do Ministério da Cultura, José Murilo Carvalho.

Para conhecer o CulturaDigital.BR basta entrar na página
http://culturadigital.br, fazer o cadastro e participar das discussões.

Brasil no Prix Ars Electronica
Em 2007, o projeto Overmundo (www.overmundo.com.br) recebeu o Golden Nica, a maior distinção oferecida pelo júri especializado do Ars Electronica.
Por sua vez, a rede do MetaReciclagem (http://rede.metareciclagem.org/), integrada por criadores e ativistas da apropriação tecnológica, foi contemplada com Menção Honrosa em 2006.

Leia aqui a matéria no portal

Clique aqui para baixar o livro CulturaDigital.br

Sobre Aline Satyan

Aline Satyan é formada em Estudos de Mídia pela Universidade Federal Fluminense, mestre em Indústrias Criativas pela Universidade Paris 8 e autora do livro “Produção de Cultura no Brasil: Da Tropicália aos Pontos de Cultura”. Com experiência em políticas culturais e programas de formação para a cultura, trabalhou em diferentes projetos na esfera governamental e universitária. Há alguns anos tem se dedicado a estudar processos de colaboração e atuar como educadora, facilitadora de grupos e consultora de gestão em organizações culturais. Certificou-se em design para sustentabilidade no Programa Gaia Education na ecovila Terra Una (Liberdade, MG) em 2014, Aprofundamento em Dragon Dreaming na Pedra do Sabiá (Itacaré, BA) em 2015 e em Design Permacultural no Instituto Pindorama (Nova Friburgo, RJ) em 2016. É coordenadora do programa Gaia Jovem Serrano, co-fundadora da Cena Tropifágica e da Txai Design de Experiências, e sua principal busca atualmente é por uma vida de consciência, criatividade e em cooperação. Para saber mais: https://www.facebook.com/gaiajovemserrano/ https://www.facebook.com/txaidesigndeexperiencias/ http://www.cenatropifagica.com/

Publicado em 17/05/2010, em Uncategorized. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: