Ô MinC, quem te viu, quem te vê

“Nada é original.”

Jim Jarmusch

“Tudo é remix”

Kirby Ferguson

Inspirados pela Cultura Livre e sob o mote crítico de um cenário que se perfaz como de difícil diálogo entre fazedores culturais e instâncias governamentais, TPPL e RF gravaram na última sexta-feira, dia 28/01/2011, no Estúdio Livre da Teia Casa de Criação, um RAP pra lá de criativo. Ouça o som e curtam a letra. Quem gostar pede bis.

Para download:

MP3FLAC |   OGG

O MinC, quem te viu…

By Teddy Paçoca Preto Loco e Renato Fabbri

Em todo Brasil, o chamado: insatisfação.
Em todo lugar, toda região.
Nos deram o oficio, o trabalho, a função.
Agora nos dão as costas como “respostas”?
Tsc tsc tsc tsc
Não, não, não, não!!!

TPPL na cena, morô?
To aqui com meu parceiro Renato Fabbri.

Hein, ô MinC a coisa aqui tá feia
Milhões de descontentes estão pagando de careta
Por conta da transição que foi feita (mal feita, né?)
Engolingo sapo e babando espuma de espreita

Não se sabe “como” ou “por que” de tantos “nãos” (mil questões)
Todas eram respostas. (vacilação)
A gente ama pra ser amado, você me entende?
Quem fala de “verdade” segue sendo indiferente
É surpreendente como água vira vinho.

O porco que era cofre se tornou porco espinho
Comunicação virou rojão (vai estourar)
Quem vai segurar quando o povo for cantar pra subir
Pois não adianta proibir
Voz do povo, voz de Deus: vai loooonge

ô, MinC, quem te viu quem te vê
quem não o conhece não pode mais ver pra crer
quem jamais esquece não pode reconhecer

Me diz aí, quem é você?
Onde vai se esconder?
Onde vai se omitir?
Como vai se explicar,
Quando a casa cair, desabar
Pense muito bem antes de falar
Pois o que será, será
Se subiu, cairá por terra
Com gosto de fel, raiz amarga
Quem não vem no Cordel da Banda Larga?
Nem tudo se resume no seu mundo pequenino
Ele não gira em torno do seu umbigo fino
Vacilo? É! Mancada!
Assume um compromisso com a rapa depois desmarca
Sem dar satisfação?
Ah não, para!
Depois não quer sofrer pressão?
Palhaçada!

ô, MinC, quem te viu quem te vê
quem não o conhece não pode mais ver pra crer
quem jamais esquece não pode reconhecer
Onde? Quem é você? Por que?

ô, MinC, quem te viu quem te vê
quem não o conhece não pode mais ver pra crer

Se o direito é autoral porque não posso opinar,
pelo Creative Commons que você tirou do ar?  (Incrível)
Fomos de sapo pra picuá
Pois sair e retornar
Pra mesma prisão (Ecad, não!)

ô, Minc
que tal um café pra resolver?
sem hostilidade, arrogância, no proceder.
Mas ó: fica aí um alerta pra terminar
Se cês vão mudar o tom é o tom que vai mudar.

ô, MinC, quem te viu quem te vê
quem não o conhece não pode mais ver pra crer (não)
quem jamais esquece não pode reconhecer

Cadê? Cadê? Cadê? (Já era….)

Há quase 2 anos ninguém fala…
E quando perguntado ninguém viu, ninguém sabe…

E aí? Até quando, hein?

A ideia é uma só:
queremos resposta e ponto. Certo?

Eu estou aqui em nome de todos os Pontos de Cultura do Brasil, Morô?

TPPL na cena! R  A  P interior representa.
Juntamente com meu mano Renato Fabri.
Articulando um plano…
E buscando, procurando saber da verdade…

É nois!!!

 

http://culturadigital.br/movimento/2011/01/30/o-minc-quem-te-viu/

Sobre Aline Satyan

Aline Satyan é formada em Estudos de Mídia pela Universidade Federal Fluminense, mestre em Indústrias Criativas pela Universidade Paris 8 e autora do livro “Produção de Cultura no Brasil: Da Tropicália aos Pontos de Cultura”. Com experiência em políticas culturais e programas de formação para a cultura, trabalhou em diferentes projetos na esfera governamental e universitária. Há alguns anos tem se dedicado a estudar processos de colaboração e atuar como educadora, facilitadora de grupos e consultora de gestão em organizações culturais. Certificou-se em design para sustentabilidade no Programa Gaia Education na ecovila Terra Una (Liberdade, MG) em 2014, Aprofundamento em Dragon Dreaming na Pedra do Sabiá (Itacaré, BA) em 2015 e em Design Permacultural no Instituto Pindorama (Nova Friburgo, RJ) em 2016. É coordenadora do programa Gaia Jovem Serrano, co-fundadora da Cena Tropifágica e da Txai Design de Experiências, e sua principal busca atualmente é por uma vida de consciência, criatividade e em cooperação. Para saber mais: https://www.facebook.com/gaiajovemserrano/ https://www.facebook.com/txaidesigndeexperiencias/ http://www.cenatropifagica.com/

Publicado em 03/02/2011, em Uncategorized. Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. Eaew mano, como funciona o download ae?
    Vlw

  2. Opa, desculpe a demora!
    é so clicar no formato que vc quer baixar: MP3 | FLAC | OGG

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: