Guattari e os Pontos de Cultura

Image

 

Félix Guattari foi um psiquiatra e ativista “pós-midiático” francês que, junto com o filósofo Gilles Deleuze, desenvolveu conceitos como Micropolítica e Multitudes. A proposta é observar os fenômenos sociais sob a perspectiva da produção de subjetividade dos indivíduos em relação ao sistema no qual estão inseridos.
Ele chamava de “Revolução molecular” as mudanças incorporadas pelas pessoas ao longo de processos políticos mais amplos, mesmo que seus desdobramentos concretos no plano institucional não sejam evidentes aos olhos da militância tradicional. É o caso de diversos movimentos como o da alterglobalização, Indymedia, Occupy, entre tantos outros. E, sem dúvida, os Pontos de Cultura, essa revolução micro e macropolítica nas Políticas Culturais Brasileiras, que Guattari, declaradamente interessado nas movimentações brasileiras, gostaria de ter conhecido.
Infelizmente, ele faleceu em 1992 e não pôde acompanhá-lo. Este fim de semana estive no cemitério do Père Lachaise para bater um papo com ele e contar um pouco dessa história, e deixei uma lembrança do Cultura Viva que o companheiro Santini um dia me deu.
Um agrado simbólico, micropolítico e e entre-mundos, para ele saber, onde quer que ele esteja agora, que ele sem dúvida fez parte disso!

Sobre Aline Satyan

Aline Satyan é formada em Estudos de Mídia pela Universidade Federal Fluminense, mestre em Indústrias Criativas pela Universidade Paris 8 e autora do livro “Produção de Cultura no Brasil: Da Tropicália aos Pontos de Cultura”. Com experiência em políticas culturais e programas de formação para a cultura, trabalhou em diferentes projetos na esfera governamental e universitária. Há alguns anos tem se dedicado a estudar processos de colaboração e atuar como educadora, facilitadora de grupos e consultora de gestão em organizações culturais. Certificou-se em design para sustentabilidade no Programa Gaia Education na ecovila Terra Una (Liberdade, MG) em 2014, Aprofundamento em Dragon Dreaming na Pedra do Sabiá (Itacaré, BA) em 2015 e em Design Permacultural no Instituto Pindorama (Nova Friburgo, RJ) em 2016. É coordenadora do programa Gaia Jovem Serrano, co-fundadora da Cena Tropifágica e da Txai Design de Experiências, e sua principal busca atualmente é por uma vida de consciência, criatividade e em cooperação. Para saber mais: https://www.facebook.com/gaiajovemserrano/ https://www.facebook.com/txaidesigndeexperiencias/ http://www.cenatropifagica.com/

Publicado em 05/09/2012, em Uncategorized. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: