Teia Rural 2013: o encontro da rede estadual dos Pontos de Cultura do Rio de Janeiro

Entre 5 e 8 de dezembro a Região Serrana recebeu a Teia Rural 2013 – o encontro da rede Estadual de Pontos de Cultura do Rio de Janeiro. Pela primeira vez realizada em três distritos (Lumiar e São Pedro, no município de Nova Friburgo, e Barra Alegre, no município de Bom Jardim), a Teia Rural recebeu agentes culturais, artistas, gestores, pesquisadores, Pontos de Cultura e outras iniciativas do Programa Cultura Viva para um fim de semana de debates, apresentações, articulações políticas e muito encantamento.

Primeiro dia da Teia Rural

O encontro contou com a presença de Pontos de Cultura de cerca de quarenta municípios do estado do Rio de Janeiro, e também de representantes do Pará, Ceará, Minas Gerais, São Paulo, Paraná e Brasília. Além disso, estiveram presentes Marcelo Pedroso, secretário executivo do Ministério da Cultura, presente pela primeira vez em uma Teia Estadual, Marcia Rollemberg, Secretária de Cidadania e Diversidade Cultural e Juana Nunes, diretora de Cultura e Educação da Secretaria de Políticas Culturais do MinC, Olívia Bandeira, coordenadora da Diversidade Cultural da Secretaria de Estado de Cultura e o deputado Robson Leite, relator da Lei Cultura Viva no Estado do Rio de Janeiro.

Estiveram presentes representantes da Plataforma Puente / Cultura Viva Comunitaria, articulação altinoamericana de redes culturais que, inspiradas pelo Programa Cultura Viva, reivindica políticas culturais para a cultura comunitária no continente. O evento recebeu o encontro da Rede de Museologia Social do Rio de Janeiro, reunindo representantes de Pontos de Memória, Ecomuseus e Museus Comunitários para discutir e acordar coletivamente os princípios, missões e ações da rede, bem como estreitar contatos com os Pontos de Cultura que possuem trabalho ligados à memória. Neste sentido, a Teia do Rio fortalece este movimento ao reconhecer as ações do Programa Cultura Viva (não apenas Pontos de Cultura, mas também Pontos de Memória, Pontos de Leitura, Pontinhos e Pontões de Cultura) como parte integrante das Teias e Foruns da rede Cultura Viva.

Teia Rural 2013

Na Mostra Artística do encontro se realizaram um total de 21 apresentações culturais entre São Pedro da Serra, Lumiar e Santo Antônio, envolvendo 165 artistas no total, entre artistas locais e de outras localidades do Estado. Entre as manifestaões culturais, a Teia foi palco para os Sanfoneiros da Serra, a Banda do Ponto de Cultura de Olária, o Mineiro Pau da Escola Municipal Vieira Batista, a Contações de Histórias da Escola Granada e Moara, os grupos Danças da Terra e do Mar e Timbres e Temperos do Ponto de Cultura Os Tesouros da Terra, o Boi de Miracema do Ponto de Cultura Cara da Rua, o grupo Mais Leitura, a Banda Bordados, o coletivo Soul Atitude Social e os cantores Nelson Paes, Kleber Mendonça, Fá Gonçalves e Thiago Vernek.

Um dos principais temas debatidos no encontro foi a questão da produção cultural no meio rural. A Roda de Conversa dos Pontos de Cultura Rurais revindicou a abertura de editais e políticas públicas específicas para o meio rural, que se garantam equipamentos de comunicação como a antena Gesac de acesso à internete que a Secretaria de Estado de Cultura faça caravanas e escritórios móveis em localidades rurais para divulgação, esclarecimento e apoio aos próximos editais.

Ainda neste tema foi discutida também a necessidade de um protocolo acordado junto aos governos que possa ser acionado durante situações de desastres e catástrofes naturais nas regiões atingidas. Durante a semana, inclusive, uma forte chuva atingiu o Norte do Estado, inviabilizando a participação de ponteiros da região, mais especificamente da cidade de Macaé, fortemente atuante na rede. Solidários aos companheiros, os participantes da Teia Rural aprovaram por unanimidade uma moção de apoio à cidade de Macaé e aos Pontos de Cultura que não puderam estar presentes. Veja aqui a moção completa:  http://va.mu/dhUt

Para além da área rural, a questão da institucionalidade da cultura e a necessidade de aproximação e maior diálogo entre Estado e agentes culturais em geral foi amplamente debatida no encontro. A Roda de Conversa sobre a Lei Cultura Viva e o CPF da Cultura, por exemplo, buscou discutir os impactos do Sistema Nacional de Cultura na organização da gestão cultural e na participação social nos três níveis de governo (União, Estados e Municípios). O grupo definiu, entre suas resoluções finais: a mobilização para aprovação da PEC 150 (que define respectivamente 2%, 1,5% e 1% dos orçamentos federal, estaduais e municipais para a cultura); a gestão compartilhada do Fundo de Cultura; e a criação dos Conselhos de Cultura com paridade e condições para que a sociedade civil tenha número, formação e condições operacionais (como acesso e circulação de documentos, consultoria jurídica), com a criação inclusive de uma ouvidoria, e compreendendo também o recorte temático, de linguagem, e a diversidade regional.

Já a Lei Cultura Viva, que transforma o Programa Cultura Viva em política de estado, está em tramitação no congresso e deverá em breve passar por sua votação final. Por sua vez, a lei estadual encontra-se na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, e precisa ser votada ainda em 2014, na atual legislatura do deputado Robson Leite (PT RJ), que esteve presente no encontro, caso contrário será arquivada. Sendo assim, os representantes do encontro demandaram que haja uma consulta pública a fim de efetivar a participação social, além da necessidade de se garantir o orçamento necessário para que seja implementada, uma vez que a Lei tenha entrado em vigor.

Roda de conversas

Ainda sobre esta relação entre Estado e sociedade civil, foi levantada a questão do diálogo entre as legislações existentes e da necessidade de reconhecimento e a patrimonialização de práticas culturais populares como a medicina tradicional. A Roda de Conversa sobre Cultura, Educação e Saúde trouxe assim a demanda de promover ações que contribuam com a valorização dos saberes e fazeres locais com olhar mais abrangente, a fim de garantir o direito dos atores sociais de exercer suas práticas, considerando suas formas e lógicas organizativas sem serem criminalizadas, e incluindo também as instituições, entidades universidades.

O Programa Viva, criado em 2004 pelo Ministério da Cultura, busca “desevendar o Brasil”, reconhecendo e potencializando iniciativas culturais em todo o país. Entre as mais diversas linguagens artísticas e áreas de atuação, os projetos apoiados integram uma rede de cultura e mantém encontros periódicos nas Teias.  No site www.teiarj.org e na página  https://www.facebook.com/teiaestadualdospontosdecultura encontram-se maiores informações e novidades sobre a Rede de Pontos de Cultura do Rio de Janeiro.

Originalmente publicado em: http://www.teiarj.org/index.php/component/k2/item/18-materia-teia-rural-2013

Sobre Aline Satyan

Aline Satyan é formada em Estudos de Mídia pela Universidade Federal Fluminense, mestre em Indústrias Criativas pela Universidade Paris 8 e autora do livro “Produção de Cultura no Brasil: Da Tropicália aos Pontos de Cultura”. Com experiência em políticas culturais e programas de formação para a cultura, trabalhou em diferentes projetos na esfera governamental e universitária. Há alguns anos tem se dedicado a estudar processos de colaboração e atuar como educadora, facilitadora de grupos e consultora de gestão em organizações culturais. Certificou-se em design para sustentabilidade no Programa Gaia Education na ecovila Terra Una (Liberdade, MG) em 2014, Aprofundamento em Dragon Dreaming na Pedra do Sabiá (Itacaré, BA) em 2015 e em Design Permacultural no Instituto Pindorama (Nova Friburgo, RJ) em 2016. É coordenadora do programa Gaia Jovem Serrano, co-fundadora da Cena Tropifágica e da Txai Design de Experiências, e sua principal busca atualmente é por uma vida de consciência, criatividade e em cooperação. Para saber mais: https://www.facebook.com/gaiajovemserrano/ https://www.facebook.com/txaidesigndeexperiencias/ http://www.cenatropifagica.com/

Publicado em 18/12/2013, em Uncategorized e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: